Back

Obra de Reformulação do Molhe do Porto de Viana lançada hoje

Reforço do Molhe Norte do Porto terá uma duração de doze meses

O Porto de Viana do Castelo recebeu, hoje,  a cerimónia de lançamento da Obra de Reparação e Reforço do Molhe Norte, que contou com a presença da Ministra do Mar, Ana Paula Vitorino e do presidente da Câmara de Viana do Castelo, José Maria Costa.

A obra, hoje lançada, é a primeira das quatro intervenções previstas para a reabilitação do Molhe, que terá um custo global de 21,4 milhões de euros. Esta fase precursora terá a duração de doze meses e um custo estimado de 1.461.619€.

Com 2.170 metros de comprimento, o Molhe Norte (de proteção do porto de Viana do Castelo) é uma estrutura de taludes galgáveis, dispondo  de um passadiço de betão. A intervenção, hoje anunciada, englobará o reforço dos taludes existentes e a reparação do pavimento de betão em todas as extensões danificadas fruto das intempéries.

"Esta é uma obra é de extrema importância porque assegura, principalmente, as questões de segurança desta infra-estrutura portuária, cada vez mais importante do ponto de vista económico para o país. Este ano o Porto de Viana já movimentou cerca de 237 mil toneladas de mercadorias, o que representa um crescimento exponencial de cerca de 16% face ao ano anterior", sublinhou a Ministra do Mar, Ana Paula Vitorino.

Além das atividades portuárias esta estrutura do Porto de Viana assegura ainda a actividade de construção e reparação naval; a indústria da fabricação de componentes para aerogeradores eólicos; práticas desportivas;  pesca; assim como áreas destinadas à atividade comercial (hotelaria, restauração, estabelecimentos de diversão e lazer).

Recorde-se que a APDL iniciou, no passado mês de fevereiro, a construção dos novos acessos rodoviários ao sector comercial do porto de Viana do Castelovisando melhorar a acessibilidade à infra-estruturaportuária, reforçando a sua competitividade e alargando o seu hinterland.

Setembro 2019