Back

Lançado concurso para a construção dos acessos rodoviários ao Porto de Viana do Castelo

 

O concurso para a obra de construção dos acessos rodoviários ao porto de Viana do Castelo será oficialmente lançado esta quarta-feira, dia 30 de maio, antecipando a data inicialmente prevista, que apontava para o mês de junho.

 

A obra tem um orçamento de 7 milhões de euros e integra a "Estratégia para o Aumento da Competitividade da Rede de Portos Comerciais do Continente — Horizonte 2026" (Resolução do Conselho de Ministros n.º 175/2017), sendo considerada pela Ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, como um investimento prioritário para dotar o porto de Viana do Castelo de melhores e mais seguros acessos por via rodoviária.

 

Importa também realçar e recordar que esta é uma obra há muito aguardada pela comunidade portuária local, unanimemente considerada como fundamental para o aumento da competitividade e operacionalidade do porto de Viana do Castelo. Depois de mais de uma década, é agora possível lançar o concurso, depois da APDL - Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo, S. A., sob tutela do Ministério do Mar, ter efetuado as diligências inerentes ao processo expropriativo.  Nos termos do 1º adicional ao protocolo celebrado entre a APDL e a CMVC – Câmara Municipal de Viana do Castelo incumbe ao Município de Viana do Castelo assegurar a construção do novo acesso rodoviário, num investimento que será repartido entre a APDL e a Câmara Municipal de Viana do Castelo.

 

O projeto do Acesso Rodoviário ao Porto de Viana do Castelo tem enquadramento na disciplina do Plano Diretor Municipal de Viana do Castelo, implicando a construção de nova rodovia, com 8,8 quilómetros de extensão, que ligará o porto comercial ao nó da A28, em São Romão de Neiva. Com este novo acesso rodoviário, os veículos pesados que frequentam o porto reduzirão o trajeto percorrido em cerca de 14%, uma redução que será refletida nos custos para os transportadores rodoviários, contribuindo também para a melhoria da segurança rodoviária e para a redução das emissões poluentes.